Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade GT SPORT
PT
GT Academy

Florian Strauss alcançou o segundo lugar nas 12 Horas de Bathurst na Austrália

Florian Strauss (vencedor da GT Academy Alemanha 2013) da equipa NISMO Athlete Global Team terminou na segunda posição na famosa corrida “12 Horas de Bathurst” que teve lugar a 8 de fevereiro no Mount Panorama Circuit, na Austrália. O piloto já tinha conquistado a vitória na geral no ano passado e regressou assim ao pódio.

A equipa de pilotos da NISMO Athlete Global Team deste ano era composta por Florian, Katsumasa Chiyo e o antigo campeão da série australina V8 Super Car, Rick Kelly. O carro era o Nissan GT-R, adornado com o número “1” em reconhecimento da sua vitória no ano anterior.

Frente a fortes rivais fortes como o McLaren 650S e o Audi R8 e com algumas dúvidas na escolha de pneus durante a qualificação, o Nissan GT-R não teve um arranque brilhante, tendo-se qualificado na 13ª posição. Contudo, na corrida final, que começou às 5:45 de domingo, o carro ascendeu rapidamente na tabela e conquistou a liderança com apenas 1 hora decorrida.

Contudo, a prova voltou a ser muito caótica este ano, com o carro de segurança a entrar em pista várias vezes. Como todas as equipas aproveitam esta oportunidade para visitar as boxes, as posições no topo mudaram com frequência. A apenas 1 hora do final da corrida, o carro nr. 1 fez a sua última paragem nas boxes na liderança. Ao ver esta oportunidade, o McLaren nr. 59 aproveitou e assumiu a liderança, ganhando mesmo uma vantagem de 10 segundos. Parecia que o carro nr. 59 tinha garantido a vitória, mas o carro nr. 1 da Nissan não ia desistir tão facilmente: a partir dos últimos 10 minutos, quando a pista começou a ficar mais vazia, Chiyo acelerou para reduzir a diferença de tempo para 5 segundos. E na última volta, Chiyo forçou os limites do seu carro, chegando mesmo a raspá-lo na lateral da pista, para ficar colado ao carro nr. 59. Mas a corrida chegou ao final e o carro Nissan GT-R NISMO GT3 nr. 1 terminou a corrida de Bathurst deste ano com apenas 1.276 segundos de diferença do 1º lugar.

Florian Strauss (Alemanha)
“Acho que [o dia] foi incrível. Todos na equipa ficaram um pouco desapontados ontem, mas tínhamos a certeza que a nossa prestação na corrida seria muito melhor do que na volta de qualificação,” afirmou Florian Strauss.

“Mas claro que é sempre difícil vencer aqui; este ano existiram muitas saídas de pista. Como o Rick disse, era impossível apanhar este piloto veloz [sentado] aqui ao meu lado [nesta conferência de imprensa], mas o Chiyo deu tudo por tudo. Tenho a certeza que para o ano teremos outra tentativa e vamos tentar vencer outra vez.”