Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade GT SPORT
PT
GT Academy

GT Academy 2012 Race Camp - Dia 5

SEGUNDA ELIMINAÇÃO VÊ OS NÚMEROS DO RACE CAMP REDUZIDOS A TRÊS POR GRUPO

Quarta-feira, 22 de agosto de 2012: O Race Camp trouxe-nos hoje mais emoções, pois vimos mais seis jogadores a abandonar a competição. A eliminação ocorreu durante a manhã, quando os mentores dos seis grupos de países anunciaram que os pares mais fracos de cada grupo iriam enfrentar-se num desafio de eliminação, constituído por uma corrida de perseguição.

Com os dois participantes mais fortes a salvo, puderam reagir e ver o drama a desenrolar-se, enquanto viam os companheiros de equipa a lutar para permanecer na competição. Este é um exercício já conhecido nos Race Camps da GT Academy anteriores; a corrida de perseguição defronta dois concorrentes a partir dos lados opostos da pista Stowe. O objetivo – tentar apanhar o adversário ou, pelo menos, passar a posição de partida antes que ele passe a sua, depois de três voltas.

Os grupos deram origem a uma mistura de corridas renhidas e foram cometidos alguns erros inevitáveis, devido à pressão intensa. Mas, em cada caso, um vencedor permaneceu na competição, enquanto o seu adversário está fora.

Os resultados:

FRANCEITALYUK and IRELAND
Sebastien BERTRANDAndrea COSARODaniel GLOVER
Anthony DUVALAndrea FASULODavid WILLIAMS
Pierre LENOIRDarian ROJNICIstvan DEMES
Steven GASSIOTFrancesco Paolo BASSOJack O’NEILL
Quentin VANDURAMatteo MASIERAThomas GIBSON
Kevin BARTSCHMoreno COVERIDes FOLEY (IRE)
IBERIABENELUXSWITZERLAND, AUSTRIA, POLAND
Diogo SOUSA (POR)Wolfgang REIP (BEL)Rolf UELTSCHI (SUI)
Hugo GONÇALVES (POR)Sacha GORLÉ (BEL)Guillaume BLANC (SUI)
Raul PEREIRA (POR)Maxim ANDRE (BEL)Christoph STINGEDER (AUT)
Daniel HERRERA (ESP)Frank VAN GASTEREN (NED)Matthias REISNER (AUT)
Jesus SICILIA (ESP)Enrico MELE (NED)Tomasz BOGUSLAWSKI (POL)
Luis MUÑOZ (ESP)Hani AL SABTI (NED)Krystian KORZENIOWSKI (POL)
A seguir à eliminação, os ânimos elevaram-se com uma tarefa divertida no Circuito Internacional de Silverstone, no ‘Traffic Challenge’. Conduzindo um GT-R, cada concorrente teve de demonstrar as suas aptidões de corrida, ao passarem vários instrutores que conduziam outros GT-Rs. Uma vez passados, os instrutores mantinham-se colados aos concorrentes, o que lhes deu uma sensação de estar numa verdadeira situação de corrida e atentos a outros carros, enquanto se concentravam na sua própria condução – obviamente, esta aptidão é vital para uma competição e diferente daquilo a que os concorrentes se habituaram nesta semana.

Os outros elementos do dia foram os segundos testes de avaliação – de condição física e com os 370Zs em Stowe. Idênticos aos testes realizados no início do Race Camp, estes testes forneceram uma forma de medir os progressos dentro e fora da pista, para serem avaliados pelos instrutores de Silverstone e pelos mentores.

Na quinta-feira, decorrerá uma manhã de trabalho intensa na pista e entre os mentores e os restantes três concorrentes. No final do dia, terão de tomar uma decisão difícil, pois terão de escolher o campeão do seu território que irá competir para ser o campeão da GT Academy Europeia 2012. A fasquia está alta, com a aproximação do extenso Programa de Desenvolvimento de Piloto GT Academy, antes da participação na prestigiada corrida das 24 Horas do Dubai, em janeiro, com um Nissan 370z GT4.


 

Comentário do dia 5

Thomas Gibson (RU e Irlanda) ELIMINADO
“Basicamente, esta manhã decorreu uma competição de perseguição. Os dois últimos pilotos enfrentaram-se para ver quem ficava e quem se iria embora. Fui eu e o Des; o melhor de três voltas! Fiquei à frente na primeira, depois o Des ganhou as outras duas corridas 2-1. É frustrante porque, na segunda corrida, eu estava à frente, mas cometi um pequeno erro que me custou décimos vitais – literalmente décimos. Na corrida final, fiz mal a primeira curva e fiquei a perder a partir daí. Estar aqui tem sido uma experiência incrível, apenas por ter jogado o jogo. Chegar aqui e conduzir todos estes carros é inacreditável. Gostava de poder fazer isto outra vez.”

“Gostava de tentar continuar a correr, mas sei que é um desporto muito dispendioso. A GT Academy oferece uma verdadeira oportunidade, sem dinheiro, mas para mim agora acabou!”

Des Foley (RU e Irlanda) PERMANECE
“A perseguição foi mesmo muito intensa. O pessoal anunciou que íamos correr um-para-um. Disseram, “David e Jack, estão a salvo, mas o Thomas e o Des vão lutar pelo último lugar.” O melhor de três voltas, diretamente para os carros, sem aquecimento, só três voltas e o vencedor prosseguia, enquanto o derrotado ia para casa. Logo de seguida, conduzimos até um determinado ponto da pista e partida! Na primeira corrida, fiz asneira no arranque, andei cerca de metade do circuito na mudança errada, o que me custou a corrida. Um desastre completo. Quando parti para a segunda corrida, sabia que se não ganhasse ia para casa! Conduzi com muita suavidade e muito bem, pressionei muito o Thomas e forcei-o a cometer um erro. A pressão apanhou-o a ele e não a mim! Foi uma sensação excelente atravessar a meta e agora posso lutar com o David e o Jack. Estou ansioso para provar o que valho durante os próximos dias.”

Guillaume Blanc (CH) do grupo Suíça, Áustria e Polónia ELIMINADO
“Perdi na perseguição. O problema foi meu, a culpa foi minha. Tive dificuldade em ajustar-me ao carro, não tive tempo suficiente para ficar à vontade. A primeira volta foi má, a segunda foi melhor. Na terceira, a minha velocidade já era muito boa. Se fossem dez voltas, teria sido mais rápido. Demoro algum tempo a perceber a prestação do carro e dos pneus.

“A GT Academy foi muito, muito, muito divertida. Foi uma experiência magnífica. Falar com verdadeiros pilotos de Fórmula Um, como Sébastien Buemi e Johnny Herbert foi uma experiência muito positiva. Será difícil continuar o meu sonho, mas mesmo se for apenas eu e o meu carro normal a correr uns dias em pistas, nesta semana aprendi a ser mais rápido!”

Rolf Ueltschi(AUT) do grupo Suíça, Áustria e Polónia PERMANECE
“Não fazia ideia do que se passava, até que ouvimos alguns dos outros países a falar sobre a "perseguição". Esperava uma eliminatória durante o dia, ao estilo da primeira ronda, mas não num um-para-um. Eu sabia o que tinha de fazer para permanecer na competição. Sentei-me no carro, olhei para o piloto ao meu lado e pensei “Consigo vencê-lo”. Seja como for, estava a ficar mais experiente no 370Z. Disse ao Sébastien (Buemi) que tinha a certeza de que ia ganhar e consegui. Foi por pouco, mas consegui!

“O resto do dia correu bem, apesar do segundo teste de avaliação não ter sido tão bom como o primeiro. O Sébastien não ficou muito contente connosco. A atividade da ultrapassagem foi muito boa e foi uma excelente experiência, pela primeira vez com a pista molhada. Os instrutores estavam com muita garra.”

Moreno Coveri (ITA) ELIMINADO
“Foi uma bela experiência. Diverti-me imenso. Tudo foi fantástico e este era o meu sonho. Por isso fiquei muito chateado depois por ter cometido um erro na perseguição. Conheci Kazunori Yamauchi, que fez o jogo Gran Turismo, o que foi incrível. Foi logo depois de ter sido eliminado, por isso foi difícil expressar a minha gratidão por tudo, porque me sentia muito mal. Mas foi uma honra conhecer um ‘mito’.”

Andrea Fasulo (ITA) PERMANECE
“Foi fantástico conseguir a vitória. Cometi alguns erros graves no circuito de Stowe, mas a sorte ficou do meu lado! Posso aproveitar isso na minha próxima ronda, pois tenho uma nova motivação e posso concentrar-me na vitória. Agora que lutei muito para chegar a este ponto, vou apreciar os próximos dias. Vou aprender com os meus erros e melhorar.”

Jesus Sicilia (ESP) do grupo Península Ibérica ELIMINADO
“É difícil. Esforcei-me muito nos últimos dias e tinha a certeza que ia correr bem, depois de vencer a final nacional. É doloroso e estou muito aborrecido. Não vou ser um piloto de competição.”

David Herrera (ESP) do grupo Península Ibérica PERMANECE
“Comecei a semana no fim do meu grupo. A Península Ibérica é um grupo rápido. Mas em todas as oportunidades que tive trabalhei muito para tentar ser melhor. A perseguição foi um bom exemplo disto. Sempre que temos um desafio, melhoro e trabalho muito. A perseguição foi difícil, mas estou num bom momento e venci, o que prova que estou ao nível do Diogo e do Hugo!”

Kevin Bartsch (FRA) ELIMINADO
“Cometi um pequeno erro na primeira volta desta manhã, na perseguição, e fiquei de fora. Arrependo-me muito, porque acreditei que poderia ser um dos melhores concorrentes franceses e mesmo enfrentar os outros europeus. Mas, obviamente, isso não vai acontecer. Claro que estou muito desapontado, mas continuo confiante em relação ao futuro. O meu irmão, Bastien, esteve cá no último ano e teve boas prestações. Agora estamos os dois desapontados por não termos chegado ao final da GT Academy.”

Pierre Lenoir (FRA) PERMANECE
“Estou cansado. Todos os dias são cansativos. Esta manhã foi fantástica. Decorreram as eliminatórias, o que não estávamos nada à espera. Foi um pouco duro, tenho de dizer. Mas esta tarde foi ainda melhor, com os GT-Rs. Agora não fazemos ideia do que esperar. É tudo uma grande surpresa, mas os desafios estão cada vez mais difíceis, mas cada vez mais interessantes, e espero ficar o maior tempo possível.”

Sasha Gorle(BEL) do grupo BENELUX ELIMINADO
“Fiquei desapontado, pois pensava que era melhor do que o meu adversário. No entanto, o meu instrutor travou algumas vezes. Não sei porquê. Pensava que pertencia aos melhores dois de Benelux, por isso foi uma surpresa ter de fazer a perseguição. A GT Academy tem sido uma bela experiência. Dar a alguém a oportunidade de ter uma carreira no desporto motorizado, partindo do mundo dos jogos da PlayStation, é mesmo incrível. Só tenho pena que não seja eu!”

Enrico Mele (NED) do grupo BENELUX PERMANECE
“Basicamente, estava nos últimos dois de BENELUX, por isso tive de fazer a perseguição desta manhã. Foi duro ter de correr contra o Sasha, pois ambos queríamos muito passar, mas eu venci. Foi por pouco e, ao acordar esta manhã, não esperava ter de ganhar o meu lugar na próxima etapa da competição, na primeira corrida do dia. Vou ficar numa boa posição o resto da semana, pois já lutei para ficar na competição. Estou disposto a dar tudo para conseguir ganhar.”

Tim Coronel (NED) Mentor de BENELUX
“A equipa de BENELUX tem excelentes pilotos. Disse, no início da competição, que eles têm muito talento e podem tornar-se verdadeiros pilotos de competição. Agora já podemos ter isso. A GT Academy é um programa muito bom para jovens pilotos. O meu companheiro de equipa no Campeonato GT Holandês é o Thomas Arends, que esteve o ano passado no Race Camp. Ele está lá como piloto, é muito rápido. Podia melhorar a condição física, mas é um exemplo do que podem alcançar nesta competição.”