Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade GT SPORT
PT
GT Academy

GT Academy 2012 Race Camp - Dia 1

Sábado, 18 de agosto de 2012: Alguns dos jogadores do Gran Turismo®5 da PlayStation® mais rápidos de toda a Europa reuniram-se em Silverstone, o lar do automobilismo britânico, na sexta-feira, em preparação para o Race Camp da GT Academy 2012 Europeia. A enorme tarefa de descobrir qual dos 36 jogadores tem o que é preciso para se tornar um piloto de corridas real, competindo nas 24 Horas do Dubai num Nissan 370Z GT4 em janeiro, começa no sábado.

 
Não há dúvida de que o Race Camp começou com estilo, com os concorrentes a voarem para Silverstone em helicópteros, antes de conhecerem a equipa de mentores experientes que os guiarão através da dura semana de desafios que se segue. O primeiro dia serviu para medir o desempenho de cada concorrente, antes de beneficiarem das excelentes instruções da equipa de Silverstone. Primeiro fizeram um teste de avaliação no Stowe Circuit de Silverstone – a base para o Race Camp – num Nissan 370Zs. As instruções pessoais nos 370Zs decorreram no Southern Circuit, antes dos concorrentes serem postos à prova pela equipa de fitness da GT Academy, num teste de avaliação de fitness.

 
Os 36 jogadores sobressaíram de entre as 830.000 pessoas que participaram na GT Academy deste ano, numa transferência especial do Gran Turismo para a PS3™, antes de baterem os seus rivais mais próximos nos altamente competitivos eventos de finais nacionais.

O Race Camp Europeu de 2012 foi, de facto, dividido em seis "mini" race camps, constituídos por seis grupos territoriais. Os concorrentes a participar são:

FRANÇAITÁLIAREINO UNIDO e IRLANDA
Sebastien BERTRANDAndrea COSARODaniel GLOVER
Anthony DUVALAndrea FASULODavid WILLIAMS
Pierre LENOIRDarian ROJNICIstvan DEMES
Steven GASSIOTFrancesco Paolo BASSOJack O’NEILL
Quentin VANDURAMatteo MASIERAThomas GIBSON
Kevin BARTSCHMoreno COVERIDes FOLEY (IRE)
PENÍNSULA IBÉRICABENELUXSUÍÇA, ÁUSTRIA, POLÓNIA
Diogo SOUSA (POR)Wolfgang REIP (BEL)Rolf UELTSCHI (SUI)
Hugo GONÇALVES (POR)Sacha GORLÉ (BEL)Guillaume BLANC (SUI)
Raul PEREIRA (POR)Maxim ANDRE (BEL)Christoph STINGEDER (AUT)
Daniel HERRERA (ESP)Frank VAN GASTEREN (NED)Matthias REISNER (AUT)
Jesus SICILIA (ESP)Enrico MELE (NED)Tomasz BOGUSLAWSKI (POL)
Luis MUÑOZ (ESP)Hani AL SABTI (NED)Krystian KORZENIOWSKI (POL)
Há um impressionante alinhamento de mentores do país a cuidar dos concorrentes, todos com experiência de corrida de topo. Estes incluem: os Pilotos de Fórmula Um Johnny Herbert (Reino Unido), René Arnoux (FRA), Vitantonio Liuzzi (ITA), Sébastien Buemi (CH) and Dani Clos (ESP); os pilotos de carros desportivos Bas Leinders (BEL), Rob Barff (Reino Unido), Franck Mailleux (FRA) e os graduados da GT Academy Ordoñez (ESP), Jordan Tresson (FRA) e Jann Mardenborough (GB); bem como o piloto de touring car Tim Coronel (NED).

Para o desafio final do dia toda a operação GT Academy se mudou para uma pista de Kart dedicada ali perto, para duas corridas. Os 36 concorrentes foram para a pista juntos, mas houve seis corridas separadas no centro da competição, enquanto os aspirantes a pilotos de corrida lutavam para ser coroados campeões do território e avançar para os dois dias finais do Race Camp.

 

Comentários do Dia 1 do Race Camp

O vencedor da primeira GT Academy, em 2008, Lucas Ordoñez (ESP): “Este ano é incrível, porque é tão grande! É interessante ver aqui os 36 jogadores. O formato mudou, desde que eu ganhei, e é fantástico vê-lo crescer, por a equipa e tantas atividades diferentes a decorrerem, incluindo imensos desafios de condução realmente sérios. Estou a gostar muito de estar aqui, mas sinto alguma pressão para ajudar os concorrentes espanhóis e portugueses, e também para tomar algumas decisões difíceis, quando chegar a altura.”

O vencedor da segunda GT Academy, em 2010, Jordan Tresson (FRA): “Estive hoje com os concorrentes franceses, portanto acabei por não ver os outros concorrentes. Do que vi até agora, estes concorrentes são muito fortes, por isso, como sempre, para eles vai ser uma verdadeira luta. Para mim, é genial vê-lo deste lado, em vez de estar entre eles. Posso relaxar e apreciar todo o evento. Bem, pelo menos até começar a guiar, na sexta-feira, para a corrida deste fim de semana da WEC, em Silverstone.

“Tenho-os aconselhado nas várias atividades. Primeiro, e acima de tudo, eles devem ouvir os instrutores, pois isso é o mais importante de toda a semana, e também apreciarem o que estão a fazer, porque são imensas experiências e não se trata apenas de ser rápido, é muito trabalho duro, mas valerá bem a pena.”

O vencedor da GT Academy de 2011, Jann Mardenborough (Reino Unido): “É bom que a GT Academy esteja maior e melhor, temos muito mais tempo em Silverstone e isso significa que temos alguns desafios interessantes preparados para os concorrentes.

“Há alguns concorrentes bons, do Reino Unido, mas tenho tentado prestar atenção aos outros, e notei um português que é rápido, e, como sempre, os franceses são bons. Com certeza que haverá, pelo menos, um concorrente rápido de cada grupo, mas não nos podemos deixar levar, ainda é o primeiro dia e podemos encontrar alguém na competição que se revela mais tarde, ou melhorou com os conselhos dos mentores.

“O meu papel com Rob Barff e Johnny Herbert é acompanhar os tipos rápidos do Reino Unido e ver como é que se desenvolvem como pilotos, durante os próximos dias. É bom ver toda a GT Academy do outro lado do muro, posso ver os pilotos desenvolverem-se, por isso, sim, seguem-se sete dias muito interessantes!

Tomasz Boguslawski, concorrente da Polónia, um país que participa na GT Academy pela primeira vez: O dia de hoje fez com que as finais nacionais, em Varsóvia, parecessem uma brincadeira! O nível de competição é tão alto, aqui! Este é uma experiência intensa, adoro, estar constantemente em carros diferentes é fantástico. Não sei exatamente o que esperar da semana. Sei que vou ficar surpreendido e penso que os organizadores vão ficar surpreendidos com o nosso ritmo ao longo dos próximos dias, à medida que formos ficando mais habituados ao que nos rodeia.

“Sebastien Buemi tem-me dado uma grande ajuda. Explicou-me como atacar as margens e curvas e estou a aprender muito com ele. Nunca pilotei um kart, quanto mais carros destes, por isso é fantástico e estou muito orgulhoso.

“Ainda não me convenci bem de que estou aqui, entre os melhores jogadores e alguns dos maiores nomes, como Johnny Herbert. Tenho de me manter concentrado e impressionar estes grandes, se quero continuar, e essa é a minha maior motivação.”