Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade GT SPORT
PT

GT ACADEMY EUROPE 2012 SEASON RECAP

RECAPITULAÇÃO DA ÉPOCA 2011 DA GT ACADEMY EUROPEIA

A GT Academy de 2010 foi a segunda edição desta competição sem igual que usa o jogo Gran Turismo®5 para encontrar um piloto de corridas verdadeiro. Em 2008/09, Lucas Ordoñez, um estudante espanhol de 23 anos, graduou-se a partir da sua PlayStation®3 para se tornar num piloto de corridas completo, através da GT Academy. Agora o objetivo era mostrar que o sucesso de Lucas era apenas o início. O prémio que estava em jogo era um programa de treinos de competição extenso e uma temporada inteira com um carro Nissan 370Z, na Taça GT4 Europeia.

A competição de 2010 era ainda maior do que antes, aberta a participantes de 17 países, incluindo a Austrália e a Nova Zelândia. Desde dezembro de 2009 até janeiro de 2010, mais de 1,1 milhões de participantes transferiram o contrarrelógio do GT5™ para a sua PS3™, através da PlayStation®Network. Gravaram tempos de volta em dois carros virtuais; um Nissan 370Z de produção e uma versão afinada para competição.

Os detentores dos melhores 20 tempos online, de cada país, qualificaram-se para os eventos de Final Nacional. Este evento colocou-os uns contra os outros em várias pistas do GT5, para selecionar os jogadores mais rápidos de cada país e assim prosseguir para a fase seguinte; um “campo de treino” intenso de cinco dias no mundialmente famoso Silverstone Circuit.

Em fevereiro de 2010, os 18 finalistas foram para Silverstone. Aqui, desenvolveram novas técnicas de condução numa variedade de carros, incluindo o Nissan 370Z e o Nissan GT-R, enquanto eram avaliados pela sua condição física e atitude mental. Pronta para guiar e treinar os competidores estava uma equipa internacional de instrutores de competição experientes, liderados por Rob Barff. Rob também era júri, ao lado do antigo chefe de F1 Eddie Jordan, do vencedor de F1 e Le Mans Johnny Herbert, e a dupla vencedora das 24 Horas de Nürburgring Sabine Schmitz. O painel de juízes tinha uma tarefa dura, reduzir a escolha de 18 para dois finalistas, ao longo dos dias.

FINALISTAS
Marco Calvo ACEDO (ESP)
Tony AUTRIDGE (NZ)
Filipe BARRETO (POR)
Steffen CHRISTEIN (ALE)
Daniel COLLINS (IRL)
Giacomo CUNIAL (ITA)
Christian GIERE (ALE)
Dan HOLLAND (AUS)
Alex INGRAM (RU)
Jeroen KESSELRING (HOL)
Luca LORENZINI (ITA)
Marko MOISIO (FIN)
John MOORBY (RU)
Roberto OTERO (ESP)
Benjamin PERON (BEL)
Oliver SIMON (SUI)
Jordan TRESSON (FRA)
Robert WAWRZYNIAK (AUT)

Durante a semana, completaram uma grande variedade de desafios de condução. Os esperançados experimentaram karting e monolugares, bem como experiências variadas, de competição direta a drifting no Nissan 370Z. Tiveram também a oportunidade de se sentar ao volante de um Nissan GT-R em modo de corrida, com Johnny Herbert a conduzir atrás, num segundo GT-R, com o seu antigo chefe de equipa Eddie Jordan no lugar do pendura, para escrutinarem as linhas de condução de perto... às vezes a centímetros! Para além de poderem avaliar os pilotos, este exercício mostrou-se produtivo para colocar os pilotos sob pressão, com Herbert a persegui-los a alta velocidade.

“Estou espantado com o nível,” explicou Eddie Jordan depois de ver os jogadores numa pista de corrida real pela primeira vez. “Não acreditava que fosse possível pessoas do mundo virtual terem aquela relação com o carro. Eles são, indubitavelmente, os melhores na PlayStation 3, mas chegarem aqui e mostrarem tal talento imediato, velocidade, empenho e compreensão é impressionante!”

Os pilotos de competição enfrentam grandes exigências físicas e mentais, por isso os competidores tiveram também um teste de resistência, levado a cabo por três ex-fuzileiros que os guiaram ao longo de um percurso de assalto. Seria sempre duro, mas com temperaturas geladas, chuva, vento e lama, tornou-se insuportável para alguns dos competidores. Foram levados ao seu limite, mas todos conseguiram.
Outras sessões foram menos exaustivas mas igualmente importantes. A antiga apresentadora de Fórmula 1 ITV, e ex oficial de imprensa do Grande Prémio Jordan, Louise Goodman, informou os participantes quanto aos media. Ela deu-lhes um breve mas impressionante treino para os media, de forma a prepará-los para uma possível vida como piloto de competição.
A corrida do último dia deu origem a um grande drama, quando Jordan Tresson avaliou mal a primeira curva e bateu com o seu Nissan 370Z numa barreira de pneus. “Foi um acidente sério e ele deixou-se ir abaixo,” explicou Barff, antes de deixar claro que as hipóteses de ganhar do talentoso francês não tinham acabado.

“No geral, o Jordan tem sido extremamente bom e rápido e está muito bem preparado. Bater com pneus frios é um erro que muitos pilotos cometem e suspeito que não voltará a cometê-lo!”

A decisão final foi dura para os juízes. Dos quatro finais, Jordan batia em aptidão, Luca era incrivelmente rápido, Daniel tinha demonstrado melhorias contínuas e Marco brilhou em condições de piso molhado. Mas foram Luca Lorenzini e Jordan Tresson quem mais impressionou os juízes com o seu talento, determinação e habilidade.

VENCEDORES
Luca Lorenzini, Itália
Jordan Tresson, França
SEGUNDOS LUGARES
Marco Calvo Acedo, Espanha
Daniel Collins, Irlanda

Após uma breve pausa, os dois pilotos regressaram ao RU para um intensivo programa de treino de dois meses, sob a tutela especializada da RJN Motorsport, para se qualificarem para uma licença de corrida internacional, enquanto lhes ensinavam técnicas e habilidades de condução de valor incalculável.

Por fim, só existia um lugar disponível, para o piloto com mais potencial competir a nível internacional, e Jordan Tresson foi escolhido como campeão da GT Academy de 2010. Uma primeira temporada impressionante, ao volante de um Nissan 370Z na Taça GT4 Europeia, viu Jordan arrecadar dois pódios, a caminho do 4º lugar no campeonato de pilotos. Depois provou estar à altura da Série de Resistência Blancpain em 2011 e de um lugar na corrida 24 Horas de Le Mans, com um Signatech-Nissan em 2012, provando que o sucesso de Lucas não é caso único e que a GT Academy pode realmente usar a PlayStation® e o Gran Turismo® para descobrir novos talentos de corrida do mundo real.