Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade do GT SPORT
BR

RESUMO DA TEMPORADA DE 2015 DA GT ACADEMY INTERNACIONAL

RESUMO DA TEMPORADA DE 2015 DA GT ACADEMY INTERNACIONAL

Após uma estreia de sucesso para a GT Academy Internacional em 2014, vencida pelo mexicano Ricardo Sánchez, o ano de 2015 presenciou a entrada de dois novos territórios na competição: a Turquia e o Norte da África. Os Estados Unidos, que anteriormente participavam de um evento separado, uniram forças com a GT Academy Internacional para reforçar ainda mais as corridas.

Centenas de milhares de pilotos iniciantes, vindos dos mais variados países, participaram da etapa online da GT Academy em Gran Turismo®6. Outros seguiam para os eventos ao vivo, na tentativa de serem os campeões de 2015 e conquistarem um lugar no célebre Programa de Desenvolvimento de Pilotos da Nissan.

Um total de cem participantes, 20 de cada território, passou para as Finais Nacionais, que ocorreram em Istambul (Turquia), Cidade do México e Cancún (México), Cairo (Norte da África), Gold Coast (Austrália) e Nashville (EUA).

Apenas 30 competidores permaneceriam na trilha da vitória, partindo para o circuito de Silverstone, no Reino Unido, que foi usado como base de treinamento para a semana do Race Camp. Ao chegar, os participantes receberam as boas vindas do juiz principal da GT Academy, Rob Barff, e de um mentor específico para cada território. Como sempre, os mentores Ricky Kelly (Austrália), Andrew Comrie-Picard (EUA), Jason Tahincioğlu (Turquia), Tamer Bashir (Norte da África) e Dani Clos (México) já tinham experiência no automobilismo e ficaram responsáveis por guiar, ensinar e desenvolver os competidores ao longo do processo.

Juiz principal: Rob Barff
Austrália EUA
Juiz: Ricky Kelly Juiz: Andrew Comrie-Picard
Corey Creed Matthew Simmons Armen Aghakhan Ryan Lynch
Tyler Blackburn Elliott Schutte Max King Vladimir Skirda
Nick Dalton Simon Feigl Joseph Lauro Tyler Utley
Turquia Norte da África (Argélia, Egito e Marrocos)
Juiz: Jason Tahincioğlu Juiz: Tamer Bashir
Hüseyin Dağlı Utku Bosut Mohamed Fahmy (Egipto) Mahmoud Sadek (Egipto)
Volkan Kurdoğlu Cağdaş Gülşen Tarek Khedr (Egipto) Ali Pacha (Argelia)
Ege Topaloğlu Fatih Demircan Ali Samy (Egipto) El Mahmoudi Ilyes (Marruecos)
México  
Juiz: Dani Clos  
Donaciano Martinez de Silva Hector Arellano-Belloc    
Santiago Montaño Isita Juan Carlos Carmona Chávez    
David Quiroga Galván Claus Schinkel    

Durante a semana do Race Camp os pilotos participaram de uma série de desafios físicos e automobilísticos. Os treinos já começaram árduos desde o primeiro dia, quando os participantes assumiram os volantes de monopostos, veículos Caterham, Nissan GT-Rs e carros JPLM no autódromo de Bedford. A isso se seguiram outros desafios, incluindo o circuito de assalto "GT Ninja", uma inovadora corrida em gincana de estilo militar, uma corrida de buggies nas dunas, uma corrida de monster trucks e uma corrida de stock cars Nissan Micra que decidiu o grid de largada da corrida final.

CAMPEÕES DOS TERRITÓRIOS
Hüseyin Dağlı - Turquia
Juan Carlos Carmona Chávez - México
Matthew Simmons - Austrália
Ali Samy - Norte da África
Ryan Lynch - EUA

A final foi uma corrida épica de oito voltas realizada no Circuito Nacional de Silverstone, disputada por carros de corrida Nissan 370Z NISMO. Matthew Simmons, da Austrália, começando da pole position, perdeu a liderança para Ryan Lynch, dos EUA, mas rapidamente reconquistou a posição após Lynch ter se excedido na hora de frear em uma curva. Hüseyin Dağlı, da Turquia, tornou-se o principal desafiante à liderança de Simmons, e os dois se revezaram ao longo da reta Wellington por três voltas consecutivas, em uma incrível disputa roda a roda. Infelizmente, enquanto Simmons se defendia de Dağlı na quinta volta, seu carro apresentou um problema mecânico e perdeu a potência, o que permitiu que o piloto turco o ultrapassasse, assim como o finalista mexicano Juan Carlos Carmona Chávez. Houve uma longa deliberação após o final da corrida, na qual os juízes levaram em conta o fato de Simmons ter feito a volta mais rápida enquanto seu carro não apresentava problemas, bem como os desempenhos consistentes que ele exibiu durante todos os desafios em um ambiente de alta pressão. Desse modo, Simmons recebeu o prêmio de campeão da GT Academy Internacional de 2015.